Indústria

Maringá FC intensifica ações sociais e levanta a bandeira para a causa animal

Clube firma parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Bem Estar Animal

24 out, 2018

Depois de apresentar o seu novo mascote, um cachorro sem raça definida, o Maringá FC firmou uma parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Bem Estar Animal para intensificar a luta contra os maus-tratos. A parceria visa desenvolver junto ao órgão público um plano de políticas públicas eficiente para a educação e conscientização das pessoas sobre a importância dos cuidados e proteção dos bichinhos.

No acordo, o Maringá FC honrará a responsabilidade de auxiliar o controle de natalidade animal por meio da castração e supervisionar a aplicação de infrações para aqueles que descumprirem a lei nº 10.467/2017. O clube também pretende participar de feiras de adoções e apoiar outros movimentos relacionados à causa.

“O nosso grande objetivo é tornar o novo mascote uma referência para as pessoas e será através dessas ações sociais, ambientais e animais em parceria com a prefeitura e com ONGS que conseguiremos isso. A cidade de Maringá é carente dessa representação, tanto no futebol quanto fora dele. Queremos que essa referência seja o nosso cachorro e, automaticamente, o clube”, disse João Vitor Mazzer, diretor de marketing do clube.

Segundo os dados da secretaria, somente neste ano, foram atendidas 943 solicitações para a fiscalização de animais em condições de maus-tratos e 31 multas foram aplicadas devido ao abandono no município. Com isso, foram resgatados 67 animais, entre eles, cachorros, gatos e cavalos.

Em paralelo, o Maringá FC continua recebendo votos dos torcedores para definir o nome do novo mascote. Através de uma enquete na internet, eles podem votar em Cachorrão, Valente, Dogão ou Prensado. A votação ocorre até o dia 12 de novembro.