Indústria

Como uma mudança de estratégia fez a Adidas se destacar no mobile em 2018

Ao encerrar sua divisão de Digital Sports, marca concentrou seus esforços em aplicativos independentes

12 dez, 2018

No final do ano passado, a Adidas decidiu encerrar sua divisão de Digital Sports, responsável pelos chamados Fitness trackers e outros produtos portáteis (wearables). A decisão foi tomada para que ela pudesse focar seus esforços no âmbito digital e também diante do alto nível de concorrência entre os players, como os gigantes FitbitGarmin Apple Watch, além de produtos da Under Armour e Nike.

Pela mudança de estratégia, a alemã não poupou esforços para ganhar espaço no setor de aplicativos de esportes e fitness a partir de ferramentas independentes, como o Runtastic, de sua propriedade. Além disso, a Adidas lançou um novo m-Commerce (mobile commerce), que nada mais é que uma ação comercial feita por meio de dispositivos móveis. De acordo com um estudo feito pela Coupofy, o m-commerce cresce 300% mais rápido do que o tradicional e-commerce.

Por fim, a empresa também se concentrou em publicidade móvel, adotando plataformas como Snapchat e Pinterest como novas formas de atingir os consumidores. Com a Copa do Mundo este ano, ela ainda usou o Bitmoji para se conectar com os fãs após o torneio.

Diante destes esforços, a marca venceu o prêmio People’s Choice Award como Marca do Ano, amealhando 33% dos votos. A enquete foi realizada por um site referência no assunto, o ‘Mobile Marketing Magazine‘. Para 2019, a promessa é que o investimento no mercado aumente e as mulheres ganhem ainda mais protagonismo.