Atletas

Naomi Osaka critica patrocinador que a “embranqueceu” em mangá

Tenista afirmou não ter sido consultada em publicidade feita pela Nissin

24 jan, 2019

A tenista Naomi Osaka criticou aberta sua principal patrocinadora, a Nissin, após uma propaganda lançada pela marca em que a tenista era transformada num mangá, desenho criado pelos japoneses. O problema, segundo Osaka, está na mudança de tom da sua pele, que no vídeo aparece na cor branca.

A atitude gerou um buzz negativo para a Nissin nas redes sociais, e acabou sobrando para Osaka, que foi atacada por permitir o clareamento de sua pele. A tenista se posicionou oficialmente nesta quinta-feira (24), após assegurar vaga na decisão do Australian Open.

“Eu estava focada na quadra, em minha classificação para a final, então fiquei à parte dessa discussão. Mas eu conversei com eles (a Nissin)… Olha. Eu sou morena. Isso é meio óbvio. Não acho que eles fizeram isso de propósito, de me embranquecer”, disse a tenista em entrevista coletiva na Austrália.

Segundo Osaka, o caso já foi discutido internamente com o patrocinador e, segundo ela, “da próxima vez que forem utilizar a minha imagem, gostaria de ser consultada previamente”.

Ontem (23), um executivo da Nissin, que está com a esportista desde setembro do ano passado, já havia pedido desculpas pela confusão.  “Não houve intenção de embranquecer (a imagem de Naomi Osaka). Nós aceitamos que nós não fomos sensíveis o bastante e nós prestaremos mais atenção para questões de diversidade no futuro”, afirmou um porta-voz da empresa, de acordo com reportagem do inglês “The Guardian”.

O staff da japonesa, no entanto, havia permitido a utilização da imagem da mesma. Vale lembrar que a atleta é filha de japonesa e haitiano.