Indústria

Com Barack Obama, NBA realizará a Liga de Basquete Africana

Iniciativa contará também com a participação da Federação Internacional de Basquete (Fiba)

20 fev, 2019

A NBA anunciou uma parceria com a Federação Internacional de Basquete (Fiba) para realizar a Liga de Basquete Africana. Para tal, a entidade americana recorreu a Barack Obama, que também fará parte do projeto. Segundo a agência Associated Press, os detalhes da participação do ex-presidente serão divulgados em breve.

Recentemente, a liga divulgou um vídeo em suas redes sociais que contava com a participação de Obama e abordava o desenvolvimento do esporte no continente africano. As imagens mostravam a proximidade do ex-presidente com o esporte e com a região. Em 2018, Obama discursou para jovens no Quênia. As palavras foram proferidas na fundação criada por sua meia-irmã, Auma Obama, que tem como objetivo levar esporte e educação a crianças e adolescentes.

“Eu espero que vocês saibam, por meio do esporte, que se vocês se esforçarem, vocês serão recompensados”, afirmou à época.

A Liga Africana de Basquete tem previsão para iniciar em 2020 e contará com 12 equipes. Pelo regulamento, nenhum país poderá ter mais de uma equipe no evento.

“Houve uma tremenda recepção por parte de muitos dos donos das franquias. Além disso, muitos dos parceiros da NBA expressaram um forte desejo de trabalhar conosco na África”, disse o comissário da NBA, Adam Silver.

De olho no torneio em solo africano, estão Pepsi e Nike (Air Jordan) seriam dois dos principais interessados na participação da NBA em um torneio no mercado africano. A Liga Africana será o primeiro torneio no exterior fundado com a participação da NBA. Além de Obama, a NBA contará com alguns de seus jogadores como embaixadores do projeto, como Bismack Biyombo, do Congo, Josh Okogie, da Nigéria, Chiney Ogwumike, que atua na WNBA, além de Dikembe Mutombo.