Uncategorized

Craques brasileiros são reconhecidos mundialmente

25 mar, 2019

Nessa matéria vamos falar sobre esse tipo de pessoas que longe de ser borders ou ter alguma espécie de adição ao jogo, amam as apostas e são profissionais nisso. A cultura do jogo per se seus benefícios.

Apostando em pôquer e apostando na vida

Como assim? Pois bem, no caso de esses gênios do pôquer, além de se divertir faturam grandes quantidades de dinheiro, mas só isso não faz felicidade. O mais legal dos jogos de apostas é que sempre estamos relacionados a alguém e isso exercita e estimula nossa empatia com os outros pois são atividades que mesmo sendo online, envolvem a interação com outros, incluindo o callcenter de atenção ao cliente das casas de apostas online.

Afim de contas, o jogo foi uma das primeiras estratégias que o ser humano descobriu para aprender, se comunicar e socializar com outros. É claro que muitíssimos anos tem passado desde lá até aqui, e talvez exatamente ali esteja a sua vigência. Ainda hoje continuamos com esse esquema tendo pelo menos um momento ao dia para uma piada ou momento de lazer, elemento fundamental para nossa saúde e evolução também.

As pessoas que lutam por melhorar e se aprimorar cada vez mais, nesse ramo especialmente, melhoram o conceito e a percepção dos jogos de azar no mundo também e com eles, o esporte online também recebe uma grande benção.

Eles três

Em setembro de 2018 um dos editores do famosíssimo PokerNews, Jason Glatzer, criou um ranking com os cinco melhores jogadores de poker do Brasil. Hoje trazemos os três primeiros para você conhecer ou reconhecer e fica com você aguentar (ou não) a tentação de pesquisar e descobrir quem são os outros dois. Quer saber quem foi elogiado nos três primeiros lugares desse ranking de primeira?
Vamos lá!

1º João Simão

PokerNews posiciona no primeiro lugar ao mineiro de Belo Horizonte João Simão -br. Simão viveu em 2018 numerosíssimos torneios ao vivo embora sua carreira estivesse marcada majoritariamente pelos torneios no poker online. Nesse mesmo ano, Simão faturou mais de 1 milhão de dólares em premiações, com destaque para o quarto lugar no Main Event do partypoker Millions Rostov, em fevereiro, que lhe rendeu € 280,000 ($ 345,274) e para vice-campeonato do Super High Roler de $ 25,500 mil, durante o mesmo festival, tendo um total de € 251,250 ($ 307,772). No pôquer online, sua carreira é tão impressionante quanto seus resultados, um dos pontos altos de sua carreira online está no fato de ter liderado o ranking mundial do Pocket Fives.

Estatísticas de João Simao

2º Alexandre Gomes

Foi o primeiro brasileiro a vencer um bracelete da WSOP lá em 2008, e é um dos grandes gênios do pôquer nacional. Dois anos antes, ele conseguiu o impensável. Em 2006, quando o BSOP estreava e era jogado de maneira semiamadora, para fields de menos de 100 pessoas, Gomes conseguia o vice-campeonato de um evento do WSOP Circuit realizado em Atlantic City, uma das cidades ícone do jogo nos EUA, junto com Las Vegas. E na década passada, ninguém foi melhor que Alexandre Gomes.

Estatísticas de Alexandre Gomes

3º Felipe Ramos

O Mojave é um veterano e um dos mais conhecidos nomes do pôquer nacional. No meio dos jogadores, Mojave nem sempre é reconhecido como um jogador que brilhe na técnica, embora tenha muito talento. Nem sempre ele é colocado no topo da lista dos jogadores, talvez pela sua falta de resultados no pôquer online.
O fato é que apenas Alexandre Gomes somou mais dólares a sua coleção de premiações que Mojave, que tem, ao longo de sua vasta carreira $2,567,146.
Além de jogar, Mojave é um empreendedor do pôquer, criando atividades, como a formação de times, que vão além das mesas de cassinos mundo afora.

Estatísticas de Felipe ‘Mojave’ Ramos