Indústria

Conmebol projeta faturar mais de US$ 500 milhões em 2019

Acordo com a FC Diez Media e Copa América no Brasil impulsionarão os ganhos da entidade

16 abr, 2019

A Conmebol espera faturar aproximadamente US$ 500 milhões em receitas este ano. A estimativa foi anunciada pelo presidente Alejandro Dominguez na semana passada durante o congresso da entidade, realizado num hotel na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.




O aumento projetado é impulsionado, principalmente, pelo acordo comercial de US$ 1.4 bilhão da Conmebol com a FC Diez Media, a joint venture entre a IMG e o DAZN Group, que inclui os direitos da Copa Libertadores até 2022. Ela é baseada também no esperado impulso financeiro que a Copa América 2019, a ser realizada no Brasil, deverá oferecer.

“Quero dizer com orgulho que a Conmebol vai ultrapassar US$ 500 milhões em receita este ano. Serão US$ 470 milhões redirecionados para o futebol. Isso nos torna a confederação que distribui mais dinheiro por porcentagem no mundo. Nós não somos a confederação mais geradora de dinheiro, mas aquela que gasta mais por país, no mundo”, disse Dominguez.

Em 2019, US$ 211.1 milhões em prêmios em dinheiro serão oferecidos em competições de clubes da Conmebol, com US$ 161.9 milhões para a Copa Libertadores e US$ 47.2 milhões para a Sul-Americana. Os valores representam aumento de 50% em relação a 2018. Além disso, as seleções do continente disputarão US$ 67.5 milhões na Copa América.

“Com orgulho e olhando nos seus olhos, posso dizer que nesta nova administração reina a transparência. Lembre-se de onde viemos e celebremos onde estamos. Nós nos deparamos com uma organização que havia esquecido seu motivo, que tinha como meta o dinheiro. Dessas cinzas, trabalhamos em quatro eixos, gerando mais valor para o futebol”, completou.

Vale lembrar que Dominquez assumiu o mandato em 2016, sendo o quarto presidente da confederação em três anos. Seus antecessores foram acusados de corrupção dentro da FIFA após a investigação feita pelo Departamento de Justiça dos EUA.