Indústria

Major League Soccer quer expandir liga para 30 equipes

Objetivo denota o desejo de empresários e investidores em apostar no crescimento da modalidade nos Estados Unidos

22 abr, 2019

A Major League Soccer anunciou recentemente o desejo de formar uma competição com até 30 equipes para os próximos anos. O objetivo denota o desejo de empresários e investidores em apostar no crescimento da liga. Atualmente, a MLS possui 24 clubes.

Nas duas próximas temporadas, três equipes já estão confirmadas. Nashville SC e o Inter Miami, franquia da Flórida que tem como um dos proprietários o inglês David Beckham, entrarão em 2020. Já Austin FC ingressa um ano depois. Para as próximas vagas, duas cidades já apontaram interesse e, em tese, largam na frente: Sacramento e St. Louis.

Quer trabalhar com marketing esportivo? Deseja entender melhor sobre o mercado? Inscreva-se em nosso evento

A MLS solicitou que ambas enviem os respectivos projetos para análise do seu Comitê de Expansão. Viabilização de estádio, origem do dinheiro, interação público/comunidade, promoção da marca, bem como a saúde financeira da franquia são alguns dos quesitos levados em consideração para ficar com a vaga.

“O futebol profissional em todos os níveis está prosperando nos Estados Unidos e no Canadá e nós acreditamos que há muitos mercados que podem, de maneira bem sucedida, receber uma equipe da MLS. A expansão durante os últimos 15 anos foi enormemente bem sucedida e a chave para o crescimento contínuo da liga e nós estamos honrados que alguns dos negócios mais importantes e líderes de comunidade representando grandes mercados na América do Norte estão agressivamente perseguindo clubes de expansão para a MLS”, disse o comissário da MLS, Don Garber.