Indústria

Real Madrid oficializa modernização do Santiago Bernabéu

Clube recebeu autorização da prefeitura para iniciar as obras e deverá gastar até € 575 milhões

2 abr, 2019

O Real Madrid apresentou de maneira oficial os seus planos de remodelação do Santiago Bernabéu. Além dos dirigentes do clube, o evento realizado nesta terça-feira (2) contou com a presença da prefeita de Madrid, Manuela Carmena.




Após um longo período de negociações, o Real recebeu autorização para iniciar as obras e iniciará o trabalho em breve. A reforma custará entre € 525 e € 575 milhões. O Real Madrid deve realizar o pagamento integral dentro de um período de 35 anos. A expectativa é que o estádio seja entregue em 2022, mas como o projeto contempla a presença de um teto retrátil, ele poderá demorar até cinco anos para ser concluído.

“Este ato é o início definitivo da contagem regressiva para lançar uma inovação arquitetônica autêntica em nosso estádio. Um estádio Santiago Bernabeu que se tornará um grande ícone de vanguarda e universal. Localizado no coração de Madrid, será o melhor estádio do mundo. Estamos diante de um dos grandes projetos do futuro do clube e, claro, será também para a cidade de Madrid”, disse Perez em entrevista ao site do clube. Com o novo Bernabéu, o presidente Florentino Perez estima um incremento de € 150 milhões em receitas de matchday.

Na próxima semana, o contrato de financiamento das obras será assinado. Além do teto, a modernização contempla uma nova fachada, 3 mil novos lugares, telão 360°, bem como áreas de hospitalidade para relacionamento com executivos e patrocinadores.

“Um novo estádio nos permitirá continuar crescendo e que será financiado com as novas receitas que a reforma gerará. O futuro Santiago Bernabéu trará uma importante melhoria para o clube, mas também para o entorno. Ele permitirá também que o Real Madrid continue competitivo em um cenário de futebol internacional cada vez mais difícil”, completou o mandatário.