Indústria

Reforma do Mercedes-Benz Superdome custará US$ 450 milhões

Investimento culminará também a permanência do New Orleans Saints no estádio até 2035

6 maio, 2019

O Mercedes-Benz Superdome deve receber em breve uma injeção de US$ 450 milhões como parte de uma ampla reforma que culminará com a permanência do New Orleans Saints, da NFL, no estádio até 2035. Se confirmado, será a primeira grande reforma do local desde os reparos forçados em decorrência do furacão Katrina, em 2011.




O plano inclui a renovação de contrato do Saints por mais 10 anos, já que o atual acordo de locação expira apenas em 2025. A reforma, que deve começar em janeiro de 2020, ocorrerá durante as temporadas da NFL e em torno de grandes eventos como a Final Four, da NCAA, em 2022. A expectativa é que o estádio esteja pronto até o Super Bowl LVIII, em 2024, que será realizado no mesmo.

“Sentimos que se vamos preservar a vida do Superdome e mantê-lo competitivo por mais 20, 25 anos, então precisamos fazer algo de transformador. Estamos mudando a infraestrutura em comparação com o que fizemos em 2011”, disse Doug Thornton, vice-presidente da SMG. que gerencia o Superdome.

O Louisiana Stadium e o Exposition District, a entidade governamental que supervisiona a propriedade, investirão um total de US$ 207 milhões dos custos de renovação. Os recursos incluem um novo vestiário para a equipe visitante, uma nova sala de coletiva, suítes, bem como a ampliação dos saguões.