Patrocínio

Com Pirelli incerta, Inter de Milão pode anunciar patrocínio de € 100 milhões

Hengda Hengchi, marca chinesa de carros elétricos, pode assumir categoria automotiva do clube italiano

25 set, 2019

A possível saída da Pirelli do uniforme da Inter de Milão após quase 24 anos ganhou um novo capítulo nesta semana. Se o MKTEsportivo já adiantou que a Evergrande é a principal interessada em assumir o espaço, a novidade fica por conta da mesma desejar promover sua marca de carros elétricos, a Hengda Hengchi. A publicação, assinada pelo diário chinês Titan Sports, destaca que o contrato será de € 100 milhões e não bate o martelo sobre a exposição na camisa.

Sempre de acordo com o diário, a proprietária da Inter, Suning Holdings Group, já começou a transmitir anúncios com carros da montadora em seus canais de PPTV, sugerindo que o aporte está muito próximo de ser concretizado.

Atualmente, a Inter embolsa € 10.5 milhões (US $ 11,6 milhões) por ano da Pirelli. No entanto, Zhang Jindong, presidente do time, busca um patrocínio mais lucrativo para se aproximar de outros gigantes do continente.

O Evergrande está no futebol desde 2010, quando adquiriu o atual Guangzhou Evergrande, comandado pelo ex-zagueiro Fabio Cannavaro. No passado, o promotor imobiliário trabalhou em estreita colaboração com a empresa de Jindong, Suning Holdings Group, que adquiriu uma participação majoritária na Inter por € 270 milhões em junho de 2016.

Uma definição sobre o assunto deve surgir nos próximos dias. Não há nenhuma informação sobre uma possível tentativa da Pirelli de cobrir a oferta chinesa para se manter no clube após 2021.