Indústria

Puma retoma mercado e se destaca em ranking das mais valiosas do esporte

Marca alemã acumula inúmeras novidades em parcerias com atletas, clubes e ligas

23 out, 2019

A presença da Puma entre as 10 marcas mais valiosas do esporte de acordo com a Forbes é certamente a melhor e mais relevante novidade do ranking. De acordo com a revista americana, as presenças de Rihanna e do velocista Usain Bolt em seu portfólio, aliado ao seu novo impulso no futebol (Palmeiras, AC MilanManchester City e Valencia) e basquete iniciado em 2018, fizeram as ações da marca aumentarem 74% no ano passado, em comparação com 46% da Adidas e 25% da Nike.

Leia também: Pep Guardiola é o novo embaixador global da PUMA

Leia também: Borussia Dortmund se aproxima de renovação recorde com a Puma

Leia também: PUMA será a fornecedora de bolas oficial da LaLiga

Leia também: Puma fecha com Marrocos e cresce no futebol africano

Ciente do peso do mercado americano, a Puma passou a investir com força no basquete, como em atletas como Kyle KuzmaDeMarcus Cousins e, principalmente, alguns jovens promissores, como Deandre Ayton, R.J. Barrett, Marvin Bagley III e Terry Rozier. Este, por sua vez, estreou o primeiro calçado exclusivo da Puma em 20 anos, o Clyde Court Disrupt. Em fevereiro, a alemã deu um importante passo ao fechar com a NBA para lançar uma nova linha de calçados específicos para a modalidade, assumindo assim a categoria de parceira oficial de calçados da liga. No ano passado, a empresa assumiu essa mesma categoria na WNBA e contratou o rapper Jay-Z como diretor de criação.

Desta maneira, a marca alemã estreia em grande estilo no Forbes Fab 40 dos players com o maior valor de marca no esporte avaliada em US$ 4 bilhões. Para 2019, o cenário é ainda mais otimista.

No caminho inverso, a Under Armour foi avaliada em US$ 3.5 bilhões, desvalorização de 36% em relação à 2016, quando viva grande fase. A Forbes coloca os avanços da própria Puma e da New Balance como fatores para este recuo no setor, e que a UA teme ser vista como uma marca de “roupas de ginástica”.

Leia também: Puma ratifica foco no basquete e fecha com Kyle Kuzma

Leia também: Puma fecha com Fórmula 1 e terá lojas em grandes prêmios

Na quarta posição, a Gatorade é outra que estreia no ranking, impulsionada por sua participação de 77% no mercado de isotônicos, não deixando espaço para um avanço da Powerade, sua principal concorrente.

Em sua metodologia, o Forbes Fab 40 determina o valor das principais marcas no esporte quantificando a quantidade que o nome contribui para o valor do atleta, evento, negócio ou equipe.

TOP 10 das marcas esportivas mais valiosas do mundo (em bilhões):

1. Nike (US$ 36.8 bilhões)
2. ESPN (US$ 13.1 bi)
3. Adidas (US$ 11.2 bi)
4. Gatorade (US$ 6.7 bi)
5. Sky Sports (US$ 4.4 bi)
6. Puma (US$ 4 bi)
7. Under Armour (US$ 3.5 bi)
8. UFC (US$ 2.4 bi)
9. YES (US$ 1.5 bi)
10. Reebok (US$ 800 milhões)