São Paulo será anfitrião de torneio máster com Barcelona, Bayern e Dortmund

Todos as partidas serão realizadas no dia 15 de dezembro

outubro 21, 2019

Em coletiva de imprensa realizada no Morumbi na última sexta-feira, o São Paulo apresentou o “Legends Cup”, um torneio que reunirá os times de lendas do próprio clube paulista, do Bayern de Munique, Borussia Dortmund e Barcelona, no mês de dezembro, na capital paulista. O contou com a presença de embaixadores de cada clube: Zé Roberto (Bayern), Ewerthon (Dortmund), Diego Lugano e Mineiro (São Paulo); e Edmílson (Barcelona).

Todos as partidas serão realizadas no dia 15 de dezembro. A partir das 14h, os times jogarão todos contra todos em partidas com duração de 50 minutos, divididas em dois tempos de 25 minutos. Os melhores do quadrangular se enfrentarão na final, enquanto os dois piores farão a disputa pelo terceiro lugar.

“É o pontapé inicial de um projeto que cuidamos aqui com muito carinho e respeito. Em 15 de dezembro, quem vier ao Morumbi irá entrar num túnel do tempo ao acompanhar um inédito torneio reunindo inesquecíveis atletas e equipes. Borussia Dortmund, Bayern de Munique, Barcelona e o nosso São Paulo. Somos pioneiros nisso no país. Uma maneira de espalhar ainda mais a marca São Paulo pelo mundo”, destacou Diego Lugano, em sua conta pessoal no Instagram.

O São Paulo ainda não tem um técnico definido, mas Lugano afirmou que Raí e Kaká tem presenças confirmadas. Em seu site oficial, o Bayern deu grande destaque ao torneio e detalhou algumas das feras que virão ao Brasil, como Elber, Paulo Sergio, Lucio, Bernardo, Miroslav Klose, Daniel van Buyten, Martin Demichelis e Ivica Olić.

“Estamos empolgados em trazer nossa equipe de lendas para as Américas pela primeira vez. Somente neste ano, nosso time principal jogou nos EUA, nosso time de basquete jogou no Uruguai e agora nossas lendas vão jogar no Brasil, destacando o compromisso do clube em se conectar com nossos torcedores em toda a região ”, disse o presidente do Bayern para as Americas, Rudolf Vidal.

“Quando saí do Borussia Dortmund, não tive a possibilidade de voltar a Dortmund. Voltei depois de dez anos. Quando me chamaram para integrar esse time, vou ser sincero para você, foi uma das coisas mais bonitas que já vi na minha vida. A vontade deles de ver as pessoas que jogaram… são coisas que, para nós, é muito valioso. Quando jogamos, não damos esse valor porque estamos concentrados, jogando quarta e domingo”, comentou Ewerthon.

Ao todo, são esperados mais de 50 ex-jogadores com passagens de destaque por ao menos um dos quatro clubes envolvidos.