Indústria

Clubes utilizam Dia da Consciência Negra para combater racismo no futebol

Casos do passado e do presente são lembrados como forma de afastar este mal que tem assolado a modalidade

20 nov, 2019

O Dia da Consciência Negra é comemorado nesta 4ª feira em 832 dos 5.570 municípios do país. A data é uma homenagem à morte de Zumbi dos Palmares, símbolo de liberdade e luta da cultura negra. Nas redes sociais, diversos clubes brasileiros estão divulgando mensagens e vídeos para celebrar este dia.

O Atlético-MG, por exemplo, lançou a “#DoPretoEdoBranco: o racismo é o oposto da identidade Atleticana”, uma iniciativa para defender a igualdade em todas as áreas, especialmente no futebol. No vídeo publicado nas redes sociais, são lembrados craques negros da história do Galo que marcaram gols históricos com a camisa do Atlético. A lista tem nomes como Reinaldo, Dadá Maravilha, Léo Silva, Jô e Ronaldinho Gaúcho. Vale lembrar que no dia 10 de novembro, após o empate sem gols entre Atlético-MG e Cruzeiro no Mineirão, torcedores foram flagrados ofendendo, com insultos racistas, o segurança Fábio Coutinho, que trabalhava na partida.

Por conta deste lamentável episódio, o Galo expulsou de seu quadro de sócios-torcedores os irmãos Adrierre Siqueira da Silva, de 37 anos, e Natan Siqueira Silva, de 28.

Já o São Paulo também fez um apelo no combate ao racismo. Para tal, o Tricolor utilizou diversos atletas negros e pardos do  atual, como Arboleda, Bruno Alves, Helinho, Jucilei, Léo, Tchê Tchê e Toró. No vídeo, o São Paulo lembrou de casos ocorridos com jogadores como Dentinho, Grafite, Hulk, Roberto Carlos, Taison, Tinga e Balotelli, além de jogadoras como Formiga e Ludmila.

O Vasco, por sua vez, tem feito publicações em seus perfis lembrando de atletas negros que marcaram época no clube e, também, apresenta dados do racismo dentro do futebol.

O Corinthians também produziu um vídeo especial com depoimentos emocionados. O clube uniu futebol e basquete ao destacar Junior Urso e o americano Kyle Fuller.

O Timão ainda traz uma programação especial voltada à reflexão sobre a questão racial no país e os avanços por mais inclusão e igualdade neste campo. O evento acontece neste momento no Teatro Corinthians e a entrada é franca.

O Internacional foi muito além e produziu um amplo material.”Vozes” é uma produção original feita pelo Inter, para a sociedade, contando com a presença de grandes nomes no combate ao racismo no Brasil. Mais de 15 minutos de depoimentos.