Indústria

Fox Sports celebra cobertura multiplataforma da final da Libertadores

Ao todo, 50 profissionais estiveram em Lima, no Peru, e asseguraram 900 minutos ao vivo dentro do estádio

26 nov, 2019

Os canais Fox Sports dedicaram à final única da Libertadores uma cobertura histórica. Ao todo, 50 profissionais, entre equipes de transmissão e de reportagem, técnica e staff, estiveram em Lima, no Peru, e asseguraram 900 minutos ao vivo dentro do estádio durante o sábado.

A cobertura da partida foi feita tanto em campo quanto nos arredores do Monumental e nos dois hotéis onde os times estavam concentrados.

Já no acompanhamento aéreo por helicóptero, foram mais 600 minutos no ar para acompanhar o embarque do Flamengo na quarta-feira e o desembarque da equipe bicampeã no domingo.

Dos estúdios do Rio de Janeiro, uma iniciativa do canal reuniu os ex-jogadores de 1981 Lico, Vitor, Chiquinho, Rondinelli, Fumanchu, Marinho, Baroninho, Cantarelli, Raul e Carlos Alberto e, ainda, Paulo Cesar Carpegiani, técnico da equipe de 38 anos atrás.

Além da cobertura completa, os canais realizaram parcerias para levar as transmissões para além da TV. Ao lado dos estúdios, o programa Concentra, que fez um torcedor do Flamengo e um do River Plate morarem juntos por quatro dias no canal, transmitiu on-line os dois assistindo à partida. A live teve cerca de 100 mil visualizações nas redes sociais.

No Maracanã, na Final Fun Fest, dez telões transmitiram o Fox Sports 2 para cerca de 40 mil torcedores. Já nos cinemas, foram 80 salas, com um público total de oito mil pessoas.