Indústria

Fusão com a ESPN deve determinar fim do Fox Sports

Vice-presidente do canal admitiu que a empresa já pertence à Disney

14 nov, 2019

Após mais de um ano em busca de um comprador, o Fox Sports deverá se fundir com a ESPN e acabar. Segundo o site “Observatório da Televisão”, o processo de fusão entre as duas operações foi comunicado na tarde da última quarta-feira para a equipe do Fox Sports no Rio de Janeiro.




O vice-presidente sênior e chefe de conteúdo oficial dos canais Fox, Eduardo Zebini convocou uma reunião entre os funcionários da Fox Sports na quarta-feira (13) e admitiu que a empresa deve realmente se fundir à ESPN, afirmando que a empresa já pertence à Disney.

Na última quarta-feira, a Disney comunicou ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) que não conseguiu encontrar um comprador para o canal esportivo. Desta maneira, para a fusão entre Disney e Fox ser aprovada, a operação simultânea dos dois canais de esporte no Brasil precisa ser revista.

Neste momento, o conselho do Cade precisa se reunir para definir como se dará a fusão. O problema no momento é a falta de quórum do Conselho do Cade. Atualmente, existem quatro cadeiras vagas à espera indicações do presidente Jair Bolsonaro. Desta maneira, a aprovação ou não da fusão entre Fox Sports e ESPN só deve acontecer em 2020.

Conforme determinado pelo órgão, a venda do Fox Sports deveria ser feita integralmente, com todos os profissionais que trabalham no canal e, também, com os direitos de transmissão que já existiam. Sem interessados em adquirir neste modelo, o Cade agora entende que precisa haver a fusão das operações.