Indústria

O bilionário retorno da EA Sports com o modo Ultimate Team

Amado e odiado, modo presente nos títulos esportivos impulsionam ganhos da gigante dos games

8 nov, 2019

Ele é o modo mais amado e odiado dos jogos da Electronic Arts, e representa também o carro-chefe do faturamento da desenvolvedora. No seu mais recente balanço fiscal, a EA Sports detalhou que o Ultimate Team dos seus títulos esportivos (FIFA, NHL e Madden) geraram receitas de US$ 716 milhões entre abril e setembro de 2019. No caso de FIFA 20, são superiores às que foram geradas pelas vendas do jogo em si. As informações são do portal especializado Eurogamer.

O número representa um incremento de 40% se comparados ao mesmo período de 2018 (US$ 518 milhões). Esta é apenas uma amostra do quão importante se tornou o Ultimate Team nos games de esporte da EA e das incríveis quantias que ele é capaz de gerar. Sua importância é tamanha que o modo já chegou a representar 30% das receitas totais da companhia durante o ano. Em 2018, apenas com ele em todos os jogos, a EA faturou mais de US$ 1.3 bilhão.

O Ultimate Team é um modo presente em jogos esportivos como FIFA 20, Madden NFL 20 e NHL 20 no qual você monta seu time dos sonhos do zero com itens de jogador colecionáveis. Com milhares de atletas disponíveis, são infinitas as formas nas quais o usuário pode montar seu elenco como preferir.

O modo pode ser potencializado com uso de moedas adquiridas com dinheiro real, capazes de oferecer acesso a melhores jogadores.