Indústria

Comitê dos Jogos de Paris-2024 surpreende e escolhe Taiti para receber surfe

A ilha fica na Polinésia Francesa, cerca de 15,7 mil quilômetros de distância da capital francesa

16 dez, 2019

O comitê organizador da Olimpíada de Paris-2024 anunciou que as disputas de surfe serão realizadas no Taiti, cerca de 15,7 mil quilômetros de distância da capital francesa. A decisão ainda precisa ser aprovada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

No processo, a colônia francesa no Pacífico Sul venceu Biarritz, Lacanau, Les Landes e La Torche, todas na França e muito mais próximas da cidade. O grande trunfo da ilha é a rica história junto da modalidade e as ondas adoradas pelos surfistas. Teahupo’o é, inclusive, sede de uma das etapas masculinas da World Surf League (WSL). A decisão foi tomada em parceria com a Associação Internacional de Surfe (ISA, sigla em inglês).

“Esta decisão é muito surpreendente, pois a escolha do Taiti está no extremo oposto dos valores que esperamos para esse tipo de evento, como a pegada sustentável de carbono, os custos associados com tudo, principalmente com hospedagem, e ainda o legado para o futuro”, afirmou a candidatura de Lacanau, em comunicado.

“Nós saudamos as cinco candidaturas, todas excelentes para a prática do surfe, mas o Taiti é realmente excepcional ao oferecer aos atletas e ao nosso esporte condições espetaculares e ótimas para a competição. Para nós, o Taiti representa a autenticidade do nosso esporte e a missão da ISA é celebrar a cultura e estilo de vida únicos do surfe”, declarou o presidente da ISA, Fernando Aguerre.

Alguns fatores poderão pesar na decisão do COI de brecar a tentativa, como por exemplo, a ilha ficar a 22 horas de voo da capital francesa e tem preços de até US$ 2.600 por voos de ida e volta no auge da temporada de verão, época em que serão realizados os Jogos Olímpicos em 2024. Além disso, Paris costuma estar entre 10 e 12 horas à frente do Taiti no fuso horário, o que implicaria em problemas de logística de transmissão da modalidade em relação aos outros esportes.

O Comitê Organizador de Paris 2024 se defendeu afirmando que não haverá diferença no custo ou no impacto ambiental em qualquer um dos locais propostos para o surfe.

No evento que será realizado no Japão, em 2020, o surfe fará sua estreia no programa olímpico. No território japonês, a modalidade será disputada na praia de Shidashita, 60 quilômetros ao norte de Tóquio.