Tecnologia

Globo terá inteligência artificial para otimizar cobertura esportiva

Emissora fez um investimento de R$ 13 milhões na israelense Pixellot para ampliar a produção de conteúdo esportivo

5 dez, 2019

O Grupo Globo anunciou um investimento de R$ 13 milhões na israelense Pixellot para ampliar a produção de conteúdo esportivo usando Inteligência Artificial. A ideia é expandir a cobertura esportiva de campeonatos e torneios em todo o Brasil.

A empresa é capaz de espalhar robôs para automatizar o trabalho do grupo e eliminar a necessidade de levar equipes técnicas para acompanhar jogos e competições in loco. Atualmente parte das transmissões dos jogos de futebol da Globo é feita por uma empresa terceirizada.




A tecnologia de inteligência artificial da Pixellot automatiza os fluxos de trabalho de produção de mídia, reduzindo o custo da transmissão. A empresa usa dispositivos não-tripulados com várias câmeras, aprendizado de máquina baseado em nuvem e algoritmos de produção automática para rastrear o fluxo de jogo, atualizar gráficos de pontuação, identificar destaques e inserir anúncios sem a necessidade de intervenção humana.

“Após analisar diversas tecnologias disponíveis no mercado, chegamos à conclusão que a Pixellot, além de ter a melhor tecnologia e capacidade de trabalhar em escala, também tem o portfolio de produtos que mais atende nossa cadeia de valor.A Globo será capaz de produzir para novas verticais de conteúdos esportivos e incrementará a cobertura de futebol, que é a paixão nacional. Essa ampliação contemplará campeonatos e competições masculinas e femininas, bem como eventos semi-profissionais e esportes segmentados”, disse Roberto Marinho Neto, diretor da Divisão de Esportes do Grupo Globo.

“A visão do Grupo Globo de ser pioneiro na revolução tecnológica da cobertura esportiva resultará em maior procura por serviços por parte dos espectadores e permitirá que a empresa rentabilize de todos os segmentos esportivos. Dessa forma, ele estará na vanguarda de um progresso incomparável na indústria esportiva da América Latina”, acrescentou Alon Werber, CEO da Pixellot.

Além da Globo, a Pixellot conta também com a Shamrock Capital, Firstime, Baidu e Asahi Broadcasting Company entre os seus investidores.