Indústria

Por acordo de tv, La Liga antecipa eleição para presidente

Javier Tebas renunciou ao cargo para candidatar-se novamente ao posto de mandatário do Campeonato Espanhol

3 dez, 2019

Javier Tebas, presidente da LaLiga, responsável por gerenciar os contratos comerciais do Campeonato Espanhol, apresentou na noite de segunda-feira (2) uma carta em que anunciou a antecipação das eleições para a presidência da liga. Nela, o mandatário oficializa sua demissão do cargo.

Segundo o executivo, o objetivo é dar ao vencedor mais tempo para planejar a venda de direitos de transmissão do torneio, que será em outubro e deve gerar mais de € 1.5 bilhão. Para Tebas, sem a alteração, a concorrência seria muito perto do período eleitoral, sendo necessário que todo o processo de venda seja feito com tempo e estabilidade na instituição.

O mandato do executivo terminaria em 10 meses, no início de outubro de 2020. A LaLiga iniciará disputa pelos direitos domésticos de televisão para o triênio de 2022-2025 entre março e junho de 2021.

Para Tebas, que concorrerá novamente ao cargo, tornar-se presidente da LaLiga será importante pelo início de um novo curso político no qual novas leis e diretrizes podem ser propostas no parlamento nacional e europeu que possam afetar a instituição da qual ele acabou de renunciar. Além disso, ele destacou que durante a atual temporada liderou a oposição às reformas das competições europeias e a defesa dos ativos audiovisuais dos clubes, para que eles não percam valor.