Tecnologia

Uefa terá concorrência por direitos de games e eSports

Atualmente, a EA Sports detém os direitos das três categorias de videogames da entidade

19 dez, 2019

A Uefa anunciou que abrirá concorrência pelos direitos de criação dos games e torneios de e-Sports de suas competições. O acordo será válido pelo triênio 2021/2022, 2022/2023, 2023/2024 e deve envolver uma disputa entre Konami e EA Sports. A concorrência envolve também os aplicativos dos games.

A entidade receberá propostas até 13 de janeiro. Atualmente, a EA Sports detém os direitos das três categorias de videogames da Uefa (até 2020/2021), o que confere a entidade a possibilidade de utilizar a iconografia e apresentação da Champions League, Europa League e Supercopa da Uefa em todos seus títulos.

Antes disso, a Konami foi a detentora dos direitos de videogame da Uefa por uma década, entre 2008/2009 e 2017/2018, usando as marcas das competições de clubes da Uefa no Pro Evolution Soccer (PES). A empresa japonesa continua detendo os direitos de videogame das competições entre seleções da Uefa, incluindo a Euro 2020.

Importante lembrar que o pacote de direitos incluirá a nova Conference League, terceiro torneio de clubes criado pela UEFA e que passará a ser disputada em 2021. No entanto será a empresa vencedora da concorrência que decidirá como vai colocar a nova competição entre seus títulos.

Por fim, a Uefa também abriu concorrência a interessados em produzir mercadorias licenciadas específicas para suas competições de clubes, incluindo réplicas de troféus, brinquedos, jogos de tabuleiro, produtos escolares e guarda-chuvas.