Patrocínio

Reino Unido pode revisar lei de apostas e impactar patrocínio aos clubes

Setor sofre duras críticas do parlamento, sociedade e instituições que atendem viciados em jogos

20 jan, 2020

Enquanto no Brasil a tendência é que as apostas sejam regulamentadas no decorrer de 2020, os ministros do Reino Unido estudam a revisão do Gambling Act 2005, o que pode representar o maior abalo das leis de casas de jogos dos últimos quinze anos.

Gambling Act 2005 aplica-se principalmente à Inglaterra, País de Gales e Escócia, e foi projetado para controlar todas as formas de jogo.

A proposta de revisão faz coro às inúmeras críticas que o setor vem sofrendo de instituições de caridade que tratam de viciados em jogos, membros do Parlamento de oposição ao atual governo e da opinião pública em relação aos players que hoje estão livres para patrocinar clubes de futebol. Para eles, esta associação só traz malefícios.

Gambling Act 2005, que foi introduzido pelo Partido Trabalhista, é uma lei do Parlamento do Reino Unido destinada a controlar todas as formas de jogo, incluindo apostas. Na Inglaterra, acredita-se que a revisão da legislação poderia impor fortes restrições aos clubes de serem patrocinadas por marcas de apostas e cassinos.

Hoje, empresas do setor estão presentes nos uniformes de West Ham, Norwich City, Newcastle United, Swansea City, Derby County e Stoke City. Por lei, elas não podem figurar em camisas de tamanho infantil, apenas do P adulto em diante.