Indústria

Cristiano Ronaldo impulsiona faturamento da Juventus

O incremento nas receitas comerciais, de licenciados e patrocínios, foi o principal responsável pelo aumento de verba do clube

15 jan, 2020

A divulgação da edição 2020 do Football Money League, da Deloitte, trouxe algo que todos já esperavam: um substancial aumento de receita de patrocínio da Juventus em função da presença de Cristiano Ronaldo.

No primeiro de quatro anos com o atacante, o clube italiano saltou de € 143 milhões para € 186 milhões no faturamento com aportes. Foram € 65 milhões a mais me relação ao período anterior. No geral, a Vecchia Signora faturou € 460 milhões, figurando na décima colocação.

Os números referentes ao âmbito comercial, de licenciamento e patrocínios, se deve ao bônus de € 15 milhões da Adidas pelo o clube ter atingido a meta de exposição firmada em contrato. Já a venda de licenciados, impulsionada pela presença do português, registrou um acréscimo de € 16 milhões.

Outro “efeito-CR7” foi visto no Allianz Stadium. As receitas de matchday saltaram de € 51 milhões para € 66 milhões. Com o gajo, a Juventus teve a maior receita da história de seu novo estádio.

Curiosamente, o Real Madrid, que perdeu a primeira posição do ranking para o Barcelona, teve redução de € 1 milhão nos acordos comerciais na primeira temporada após a saída de Cristiano Ronaldo.

Para 2021, a Juventus tem tudo para melhorar sua posição no ranking, impulsionada pelas renovações com a Adidas e Jeep.