Patrocínio

Liverpool oficializa chegada da Nike para próxima temporada

Após imbróglio do clube com a New Balance, marca americana assume uniforme dos Reds em 2020/21

7 jan, 2020

Fim da novela: a Nike é a nova fornecedora de material esportivo do Liverpool. O acordo foi oficializado pelos Reds na manhã desta terça-feira e entrará em vigor a partir de 1º de junho de 2020.

Pelo contrato, a gigante americana fornecerá material esportivo para a equipe masculina, feminina, categorias de base, bem como técnicos e profissionais da Liverpool FC Foundation.




Leia também: Royalties alto e distribuição global: os detalhes do contrato entre Nike e Liverpool

A parceria coincide com a mudança do Liverpool para uma nova instalação de treinamento em Kirkby, um projeto que inclui investimentos em instalações esportivas de ponta para a comunidade local.

“Nosso icônico uniforme é uma parte essencial de nossa história e identidade. Congratulamo-nos com a Nike na família Liverpool como nosso novo fornecedor oficial de material esportivo e esperamos que eles sejam um parceiro incrível para o clube, tanto em casa quanto no mundo todo, à medida que continuamos a expandir nossa base de fãs. Como marca, a Nike reflete nossas ambições de crescimento, e esperamos trabalhar com ela para trazer aos fãs produtos novos e emocionantes”, disse Billy Hogan, diretor administrativo e diretor comercial do Liverpool.

Pelo contrato, a Nike oferecerá aos Reds vários recursos premium extras, como desenvolver licenciados em parceria com pelo menos duas marcas globais controladas pela americana (Nike e Converse ou Air Jordan e Converse, por exemplo), além de colaborações com alguma importante franquia do esporte americano que encontra-se em um mercado estratégico.

Nike ainda usará seus patrocinados de outros esportes, como LeBron James e Serena Williams, assim como grandes nomes da música e do entretenimento, como o rapper Drake, para promover o clube. Por fim, ficou acordado que a distribuição de produtos do Liverpool abrangerá pelo menos 6 mil lojas espalhadas pelo mundo, 500 das quais pertencerão ou serão controladas pela Nike com potencial para venda em até 13 mil estabelecimentos.

“O Liverpool tem uma herança tão orgulhosa e uma identidade forte. A parceria com o clube destaca nossa liderança no futebol global e, com a apaixonada base de fãs dos Reds e um forte legado de sucesso, eles têm um futuro muito brilhante pela frente”, completou Bert Hoyt, vice-presidente da divisão de futebol da Nike.

No comunicado, o Liverpool aproveitou para agradecer a New Balance pelo “apoio ao longo dos últimos anos” e ainda desejou felicidades no futuro. Vale lembrar que a novela envolvendo as marcas e o clube inglês chegou até mesmo no tribunal.

Especialistas no mercado de varejo esportivo da Inglaterra acreditam que será difícil para o clube, mesmo com os royalties de 20% sobre as vendas, alcançar um valor anual de £ 80 milhões por ano com o contrato, como chegou a ser estimado. A previsão é de que o Liverpool consiga vender cerca de £ 100 milhões por coleção de roupa, o que garantiria mais £ 20 milhões ao clube por temporada. Por conta da concorrência com outros times, a maior dificuldade é conseguir que o clube venda mais em dois mercados-chave: Estados Unidos e China.