Patrocínio

Com Lyon como novidade, Emirates deve diminuir investimento no Milan

Um dos motivos para a desvalorização do acordo é a ausência do clube italiano na Champions League desde 2014

14 fev, 2020

O Milan deverá renovar o seu acordo máster com a Emirates mas com uma mudança significativa em relação ao atual contrato. Segundo o jornal italiano Gazzetta dello Sport, a companhia aérea irá diminuir o seu investimento de € 14 milhões para até, no máximo, € 10 milhões (+ bônus) por temporada para a temporada 2020/2021.

Um dos principais motivos relatados pela publicação é a ausência do time da Champions League desde 2014. Segundo maior vencedor da história da competição, com 7 títulos, atrás apenas do Real Madrid (13), o Milan não tem se destacado nem mesmo no Campeonato Italiano.

Há ainda outro fator: a chegada da Emirates ao uniforme do Lyon após a saída do PSG no final da temporada 2018/2019. O valor do contrato é de € 20 milhões anuais e foi assinado até o final da temporada 2024/2025. Portanto, equivale ao dobro do que o Milan deverá ganhar a partir da próxima temporada.

Ao contrário do Milan, o Lyon se garante constantemente no principal torneio de clubes europeu e alcança às oitavas de final.