Indústria

Após Itália, futebol espanhol anuncia medidas contra Covid-19

Os jogos da LaLiga Santander e da LaLiga SmartBank serão disputados com portões fechados

10 mar, 2020

O futebol espanhol decidiu tomar uma medida contra o surto do coronavírus Covid-19. De acordo com informações do Conselho Superior de Esportes (CSD, na sigla em espanhol), os jogos da LaLiga Santander e da LaLiga SmartBank – primeira e segunda divisões do futebol espanhol, respectivamente – serão disputados com portões fechados. Essa medida começa a valer a partir de hoje (10 de março) e durará, ao menos, pelas próximas duas semanas.

A LaLiga continuará em contato permanente com o Ministério da Saúde e a CSD para seguir suas recomendações e/ou decisões, priorizando a saúde de torcedores, jogadores, funcionários de clubes, jornalistas, devido à crise de saúde causada pelo COVID-19. Durante várias semanas, a LaLiga tem trabalhado em planos alternativos, em conjunto com a UEFA, para caso as autoridades de saúde decidam suspender qualquer partida, criando um plano para jogá-las.

A regra será aplicada também em competições internacionais, como é o caso da Champions League. Valencia x Atalanta e Barcelona x Napoli, ambos pelos jogos de volta das oitavas de final do torneio serão jogados em território espanhol e sem a presença de torcedores.

Como o MKTEsportivo destacou mais cedo, a Itália optou por uma medida mais drástica. O Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) anunciou a paralisação de todas as competições esportivas nacionais até o dia 3 de abril. A decisão foi tomada em conjunto com as principais federações do esporte italiano, entre elas a Federação Italiana de Futebol (Figc), que também suspenderá a Serie A.

“Vou assinar uma medida que podemos resumir como “fique em casa”. Não haverá mais uma “zona vermelha” na península. A Itália inteira será uma área protegida. Devemos evitar viagens, a menos que por motivos comprovados de trabalho, saúde ou outras necessidades. Proibimos grandes reuniões públicas”, disse o primeiro-ministro, Giuseppe Conte.

Até aqui, a Itália registrava 9.172 casos confirmados e 463 mortes. Trata-se do país com o maior número de casos de Covid-19, a doença do novo coronavírus, fora da Ásia.