Indústria

Canadá anuncia que não participará de Tóquio 2020 se evento não for adiado

O Comitê Olímpico Internacional (COI) já considera postergar a data de realização dos Jogos Olímpicos deste ano

23 mar, 2020

Após uma pressão vinda de todos os lados, o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou, no domingo (22), que considera adiar a data de realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio, marcados para 24 de julho e 9 de agosto.

Neste cenário de pressões, o Comitê Olímpico do Canadá (COC) e o Comitê Paralímpico do Canadá (CPC) divulgaram um comunicado afirmando que não participarão das competições caso as datas sejam mantidas No sábado (21), o Comitê Olímpico do Brasil (COB) pediu o adiamento dos Jogos para 2021.

“Por um lado, há melhorias significativas no Japão, onde as pessoas recebem calorosamente a chama olímpica. Isso poderia fortalecer a confiança do COI nos anfitriões japoneses de que o COI poderia, com certas restrições de segurança, organizar os Jogos Olímpicos no país, respeitando seu princípio de salvaguardar a saúde de todos os envolvidos. Por outro lado, há um aumento dramático de casos e novos surtos de Covid-19 em diferentes países e em diferentes continentes. Isso levou o conselho executivo à conclusão de que o COI precisa dar o próximo passo em seu planejamento de cenários. É nesse espírito de compromisso compartilhado das partes interessadas olímpicas com os Jogos Olímpicos, e diante da deterioração da situação mundial, que o conselho do COI iniciou hoje o próximo passo no planejamento de cenários”, afirmou o COI, no comunicado divulgado no domingo (22).

No início desta segunda-feira (23) no Japão, tanto o governo do país quanto o Comitê Organizador disseram pela primeira vez que o adiamento dos Jogos é uma possibilidade. COI e Japão, porém, não consideram cancelar as competições.

Abaixo, a nota emitida pelo Comitê Olímpico do Canadá:

O Comitê Olímpico Canadense (COC) e o Comitê Paralímpico Canadense (CPC), apoiados pelas Comissões dos Atletas, Organizações Nacionais de Esportes e pelo Governo do Canadá, tomaram a decisão difícil de não enviar equipes canadenses aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos no verão de 2020.

O COC e o CPC urgentemente pedem ao Comitê Olímpico Internacional (COI) e ao Comitê Paralímpico Internacional (IPC) e à Organização Mundial de Saúde (OMS) que adiem os Jogos por um ano, e oferecemos nosso total apoio em ajudar a navegar todas as complexidades que remarcar os Jogos trará. Apesar de reconhecermos as complexidades inerentes a este adiamento, nada é mais importante que a saúde e segurança dos nossos atletas e da comunidade mundial.

Isto não é somente sobre saúde dos atletas – é sobre saúde pública. Com a COVID-19 e seus riscos associados, não é seguro para nossos atletas, e para a saúde e segurança de suas famílias e à comunidade canadense mais ampla, que atletas continuem treinando para estes Jogos. Aliás, vai contra as orientações de saúde pública que pedimos que todos os canadenses sigam.

O COC e o CPC analisaram a carta e o comunicado enviados pelo COI no domingo. Estamos gratos ao COI por sua garantia que não vai cancelar os Jogos de Tóquio 2020 e apreciamos a importância de acelerar sua tomada de decisão sobre um possível adiamento.

Nós também aplaudimos o COI por reconhecer que assegurar a saúde e bem estar das nações e conter o vírus deve ser nossa prioridade. Estamos no meio de uma crise global de saúde que é muito mais significante que o esporte.

O COC e o CPC gostariam de agradecer aos nossos atletas, parceiros e à comunidade esportiva canadense por sua paciência e por nos emprestar suas vozes nesta época sem precedentes. Nós permanecemos esperançosos que o COI e o IPC vão concordar com a decisão de adiar os Jogos como parte de nossa responsabilidade coletiva de proteger nossas comunidades, e trabalhar para conter a proliferação do vírus.