Redes Sociais

Clubes da LaLiga aderem ao TikTok em busca de internacionalização

Estratégia de se tornar uma marca global passa, em especial, pela presença na plataforma chinesa

13 mar, 2020

De olho em internacionalizar suas marcas, os clubes da LaLiga chegaram com força ao TikTok, plataforma chinesa de vídeos curtos que já se aproxima dos 2 bilhões de downloads. A elite espanhola, por sua vez, foi uma das primeiras grandes da Europa a abrir um perfil na rede social e lançar iniciativas exclusivas por ela. Em agosto do ano passado, usou a plataforma para ativar a nova temporada que estava para começar e também a nova bola fabricada pela Puma.

Leia também: As possibilidades do TikTok na indústria do esporte

“Ser capaz de falar o idioma que nossos fãs falam, em todo o mundo, nas redes sociais é essencial para nós. Tentamos sempre estar atualizados, e o TikTok é uma tendência; portanto, não podemos ficar de fora, nem nós nem nossos clubes. Estamos em uma linha progressiva com eles, e o bom número de todos os clubes dessa rede social demonstra isso”, detalhou  Alfredo Bermejo, diretor de Estratégia Digital da LaLiga.

Atualmente, mais de 1 milhão de seguidores já desfrutam do conteúdo original da liga espanhola no TikTok, o que fez com que outros clubes do país lançassem páginas por lá, como Atlético de Madrid, Sevilla e Real Sociedad.

“Nossos fãs sempre respondem quando abrimos um novo espaço oficial, mas neste caso a recepção foi ainda mais espetacular. O crescimento em termos de número de seguidores está sendo importante (já são quase 40 mil). Mas, acima de tudo, o que se destaca é o número de visualizações. Em nenhuma outra rede social detectamos essa demanda por conteúdo”, disse Alejandro Ugarrio, chefe de desenvolvimento digital do Atlético de Madrid.

“É muito mais rápido. O usuário quer ver algo que dura no máximo de 15 a 20 segundos. Está se tornando uma rede social que também alimenta outras plataformas, como o Twitter ou o YouTube, especialmente com vídeos geralmente virais”, comentou José Ángel Risco, chefe de toda a área de redes sociais do Sevilla.

“Vimos que é uma rede social muito visual, portanto o conteúdo precisa ser diferente do que publicamos no Twitter, Facebook e Instagram, por exemplo. Procuramos vídeos curtos e atraentes, que sirvam para interagir com o usuário. No TikTok, damos uma abordagem diferente ao nosso conteúdo rotineiro e, por enquanto, o resultado está sendo positivo”, declarou Beñat Escribano, gerente de redes sociais da Real Sociedad.

Apesar de desfrutar de uma manor exposição na mídia, clubes de outros escalões do futebol espanhol também vislumbraram oportunidades na rede, como é o caso do Cádiz, atual líder da segunda divisão espanhola.

“É a imagem que prevalece, não mais a mensagem. É uma rede para observar o melhor de cada local e se comunicar de uma maneira completamente diferente. Além disso, percebemos que as campanhas internacionais funcionam melhor que as nacionais. O TikTok serve para demonstrar que, em um clube, o futebol não é a coisa mais importante. Um treinamento diferente, uma ação especial ou um simples gesto com a música certa são capazes de transmitir muito mais do que notícias sobre como somos”, finalizou José Grima Peña, diretor de comunicação do Cádiz.