Indústria

Paralisação por coronavírus deve gerar prejuízo gigantesco ao esporte

Pandemia fez com que quase todas as grandes competições esportivas entrassem em modo de espera pelo mundo todo

13 mar, 2020

Com uma paralisação geral do esporte, começa-se a calcular o prejuízo que este “período sabático” poderá gerar para ligas e grupos de mídia. De acordo com um estudo do economista Scott Kaplan para o US Today, o cancelamento de toda a temporada da NBA pode gerar US$ 2 bilhões em perdas para o mercado americano em 2020. O prejuízo que pode ficar ainda maior no próximo ano por conta da renegociação de salários. Por enquanto, a liga americana de basquete afirma que a paralisação irá durar um mês.

Já a LaLiga contabiliza que o prejuízo pode chegar a € 678 milhões se a temporada não for encerrada. A maior perda seria proveniente dos direitos de transmissão (€ 549 milhões), com € 88 milhões sendo devolvidos a sócios dos clubes pela aquisição de carnês de temporada , e outros € 41 milhões para os ingressos vendidos para as partidas.

Por fim, a Premier League, da Inglaterra, anunciou nesta sexta-feira (13) sua paralisação, ainda sem calcular os possíveis prejuízos. O fato ocorre após o Arsenal ter colocado seu elenco em quarentena por conta de Mikel Arteta, treinador gunner, ser testado positivo para o coronavírus. O atacante Callum Hudson-Odoi, do Chelsea, também está com o vírus.