Futebol

Federação Holandesa de Futebol cogita cancelar atual temporada

Governo estendeu a proibição de eventos até o dia 1º de setembro, o que inviabilizaria o encerramento da atual temporada por coincidir com a próxima

22 abr, 2020

A Federação Holandesa de Futebol (KNVB) anunciou que a temporada 2019/2020 da Eredivisie pode não ser retomada e, consequentemente, cancelada. Na Holanda, o governo decidiu estender a proibição de eventos até o dia 1º de setembro, o que inviabilizaria o encerramento da atual temporada por coincidir com o início da temporada 2020/2021.

“É melhor ser cauteloso agora do que se arrepender depois. Eu adoraria dizer que poderíamos liberar tudo bem antes, mas isso é muito assustador e perigoso. Vimos uma pequena melhora nos dados, mas não é possível relaxar algumas medidas e correr o risco de ver o vírus atingir o pico novamente. Isso é algo que absolutamente todos nós não queremos”, disse Mark Rutte, primeiro-ministro holandês.

Em um comunicado divulgado em seu site e nas redes sociais, a KNVB afirmou que precisa do aval da Uefa para tomar tal decisão e que ainda não havia cogitado o cancelamento por conta do que isso acarretaria nas finanças dos clubes, que já estão sofrendo reveses consideráveis com a paralisação do futebol no país.

Sem entrar em detalhes, a Uefa informou que cancelamentos de ligas nacionais serão admitidos apenas em “casos especiais”. É provável que isso seja definido nesta quinta-feira (23), quando a entidade fará uma reunião por videoconferência para estabelecer diretrizes para possíveis cancelamentos.

Na Holanda, clubes e a federação farão uma reunião na sexta-feira (24) para discutir as consequências de um possível cancelamento. Como a UEFA dará algumas opções de datas para que os respectivos calendários sejam retomados um dia antes, a KNVB e as equipes holandesas já saberão as diretrizes estabelecidas pela entidade.

Além da Holanda, Bélgica e Escócia são outros dois países que cogitam encerrar seus campeonatos e também aguardam apenas o posicionamento da Uefa.