Futebol

Fruto de plano de assistência, Fifa destina US$ 150 milhões para federações nacionais

As 211 federações receberão US$ 500 mil cada de um total de US$ 150 milhões para ajudar o futebol mundial

24 abr, 2020

A Fifa liberará todo o financiamento operacional da entidade às associações membros para os anos de 2019 e 2020 nos próximos dias, como a primeira etapa de um plano de assistência para ajudar a comunidade do futebol afetada pela pandemia do coronavírus. Desta maneira, as 211 federações receberão US$ 500 mil cada de um total de US$ 150 milhões para ajudar o futebol mundial.

Como parte da medida, todos os direitos remanescentes das associações membros a custos operacionais no âmbito do Programa Forward 2.0 (segunda edição do Programa de Desenvolvimento Avançado da entidade, que entrou em vigor em 1º de janeiro de 2019 e irá até 31 de dezembro de 2022) serão liberados integralmente para 2019 e 2020. Portanto, a liberação da segunda parcela dos custos operacionais para 2020, originalmente marcada para julho, será paga neste momento.

“A pandemia causou desafios sem precedentes para toda a comunidade do futebol e, como órgão mundial, é dever da Fifa estar lá e apoiar aqueles que enfrentam necessidades agudas. O primeiro movimento é fornecer assistência financeira imediata às nossas associações membros, muitas das quais estão passando por graves dificuldades financeiras. Este é o primeiro passo de um plano de alívio financeiro de longo alcance que estamos desenvolvendo para responder à situação de emergência em toda a comunidade do futebol. Juntamente com nossas partes interessadas, estamos avaliando as perdas e trabalhando nas ferramentas mais apropriadas e eficazes para implementar as outras etapas deste plano de assistência”, disse Gianni Infantino, presidente da Fifa.

Segundo a entidade, em circunstâncias normais, as associações membros receberiam o valor total da contribuição apenas mediante o cumprimento de critérios específicos. Em vez disso, a entidade decidiu transferir esse montante como um suporte ativo para ajudar a proteger o futebol em todos os países.