Tecnologia

Tênis embarca em tendência e terá Masters 1000 de Madrid virtual

Ao todo, serão 32 tenistas profissionais, que se enfrentarão no game World Tour Tennis, disponível para PlayStation 4

7 abr, 2020

Após o futebol, automobilismo e basquete adotarem competições virtuais como forma de ‘driblar’ o calendário paralisado por conta da pandemia do coronavírus, chegou a vez do tênis embarcar na tendência. Jogadores da ATP e da WTA disputarão em partidas on-line o Mutua Madrid Open, conhecido como Masters 1000 de Madrid no masculino e WTA de Madrid no feminino, dois torneios que já foram cancelados para 2020.

Ao todo, serão 32 tenistas profissionais, que se enfrentarão no game World Tour Tennis, disponível para PlayStation 4, entre os dias 27 e 30 de abril. Cada campeão receberá € 150 mil.

“Desde que anunciamos que o Madri Open não seria disputado nas datas que estavam planejadas, nós temos trabalhado em ideias que pudessem levar tênis para os fãs. O torneio virtual é um lado inovador e tecnológico das competições, que tem sido uma das marcas desde que começamos em 2009 e serve bem para as circunstâncias atuais. Nós organizamos o torneio para os tenistas profissionais e vamos torná-lo o mais próximo possível do nosso convencional, sem fazer com que eles deixem suas casas”, disse Feliciano López, tenista e diretor do torneio.

O total das premiações aos campeões, cerca de € 300 mil, será doado aos tenistas de fora da elite e se juntará a outros € 50 mil destinados pela própria organização do torneio a esses jogadores que se encontram mais abaixo no ranking. A iniciativa servirá como uma espécie de teste, já que a modalidade corre o risco de não voltar esse ano por conta do coronavírus.

Atualmente, os torneios da ATP e da WTA estão suspensos até, pelo menos, dia 13 de julho, com quase toda a temporada de saibro e de grama canceladas. A exceção é Roland Garros, que foi adiado para setembro. Wimbledon, disputado desde 1877 e que só havia parado nas Guerras Mundiais, não será realizado em 2020.