Futebol

Federação Chinesa de Futebol suspende 11 clubes por má administração

Equipes envolvidas foram retiradas dos torneios que disputavam por conta de atrasos nos pagamentos de salários a jogadores e funcionários

27 maio, 2020

A Associação Chinesa de Futebol (CFA) anunciou a suspensão de onze clubes por má administração financeira. Do total, quatro são da segunda divisão (League One) e sete da terceira divisão do país (League Two). Pelo menos por enquanto, nenhum clube da Super Liga Chinesa (primeira divisão) foi desqualificado.

Segundo a agência de notícias Xinhua, todas as equipes envolvidas foram retiradas dos torneios que disputavam por conta de atrasos nos pagamentos de salários a jogadores e funcionários. Para que possam se requalificar para jogar as competições, é necessário que comprovem os pagamentos com a apresentação de documentos oficiais.

Vale lembrar que recentemente cinco clubes chineses fecharam as portas por questões financeiras, entre elas o Tianjin Tianhai, que disputava a divisão de elite do país.

Segundo a imprensa europeia, a pandemia do coronavírus e as consequências da Covid-19 na economia potencializaram os problemas financeiros de diversas organizações esportivas da China. Como medida para brecar o baque, a CFA chegou a propor de maneira oficial a redução dos salários de jogadores e treinadores em pelo menos 30% no início deste mês.

A atual temporada da Super Liga Chinesa estava prevista para começar no dia 22 de fevereiro, mas teve que ser adiada. No momento, a CFA trabalha com a hipótese de iniciar o torneio entre o final de junho e o início de julho.