Futebol

MLS pode transformar temporada 2020 em reality show

Alternativa da liga visa manter os contratos com patrocinadores e grupos de mídia

18 maio, 2020

A Major League Soccer estuda um pioneiro modelo para a temporada 2020 do futebol nos Estados Unidos. A informação foi dada por Flávio Augusto da Silva, proprietário do Orlando City, em entrevista ao programa Pânico, na rádio Jovem Pan. Segundo o executivo, a liga poderá ativar um modelo de reality show, com times e atletas confinados numa única cidade e disputando a competição, em um formato semelhante ao da Copa do Mundo.

“Estamos conversando, o martelo não está batido ainda, Mas a ideia é pegar os 26 clubes, levar todo mundo para uma única cidade, fechar todo mundo em 1400 quartos de hotel, cada um ter sua sala de conferência, 15 campos para treinar e dois campos para ocorrerem os jogos”, disse Flávio Augusto.

Ainda que esta seja apenas uma das alternativas. a ideia da MLS servirá para manter os contratos com patrocinadores e grupos de mídia. A liga atualmente é transmitida, nos EUA, pela ESPN, Fox Sports e Univision. No Canadá, a TVA Sports e a TSN detém os direitos de transmissão do torneio. Entre os patrocinadores, que são 22, destaque para Adidas, Coca-Cola, AT&T, Heineken, Continental Pneus, Audi, EA Sports e Johnson & Johnson.

O uso de sedes únicas para o reinício da temporada nos Estados Unidos tem sido cada vez mais considerado pelas ligas, como a NBA, por exemplo. Em todos os casos, portões fechados para o público.

“O campeonato praticamente viraria um reality show, com todo o conteúdo filmado, desde hotéis, treinamentos e jogos, e entregues para três emissoras diferentes de televisão. Isso é uma alternativa porque temos contratos de televisão, patrocinadores e com isso geramos entrega a eles”, finalizou o executivo.