Indústria

Sacramento Kings polemiza ao cobrar para ginásio virar hospital

Franquia da NBA foi duramente criticada após cobrar US$ 500 mil mensais da Califórnia por aluguel

21 maio, 2020

O Sacramento Kings, da NBA, entrou em uma polêmica desnecessária e que tem feito muito mal a sua imagem. A imprensa americana revelou que a franquia cobrou US$ 500 mil por mês de aluguel do estado da Califórnia para que o antigo ginásio do time fosse transformado em um hospital de campanha durante a atual pandemia do coronavírus.

Quando a revelação foi feita pelo local “Sacramento Bee”, o Kings decidiu parar de cobrar pelo aluguel do espaço. A franquia, porém, não devolverá o valor de US$ 1 milhão relativo aos dois meses de aluguel que já foram pagos. Para compensar, o Kings decidiu que o governo poderá usar o espaço até outubro sem cobrança alguma. O espaço foi projetado para receber até 400 pacientes.

Para agravar o cenário, o governador Gavin Newson e Vivek Ranadive, o presidente do Sacramento Kings, haviam declarado no início de abril que o empréstimo havia sido feito de forma gratuita. Quando foi comprovado a existência de pagamentos, a população logo utilizou as redes sociais para fazer críticas.

Apesar da capacidade para até 400 pacientes, até o momento, apenas sete pacientes que testaram positivo para Covid-19 foram alocados no antigo ginásio.

“O baixo número representa o progresso que todos fizemos juntos para achatar a curva. Continuamos comprometidos em continuar a usar nossa plataforma para o bem e ajudar a apoiar as necessidades da nossa comunidade”, comentou Mark Ghilarducci, diretor do Gabinete de Serviços de Emergência do governador.