Patrocínio

Sem Mercedes-Benz, icônico Superdome busca novo naming right

A montadora assinou um contrato de dez anos com a arena em 2011, que vale entre US$ 50 milhões e US$ 60 milhões

20 maio, 2020

O icônico Superdome, casa do New Orleans Saints, da NFL, está no mercado em busca de um novo naming rights após a Mercedes-Benz anunciar que não irá renovar o acordo após o término, em julho de 2021.

A montadora assinou um contrato de dez anos com a arena em 2011, que vale entre US$ 50 milhões e US$ 60 milhões. No entanto, por estratégia, a marca optou por concentrar seus esforços de patrocínio no Mercedes-Benz Stadium, estádio que recebe partidas do Atlanta Falcons, da NFL, e do Atlanta United, da MLS. O local custou US$ 1.6 bilhão e foi inaugurado em 2017.

“O Mercedes-Benz Superdome é um estádio icônico globalmente que traz um futuro tremendo e valioso para um parceiro de direitos de nomenclatura. Pela nossa filosofia, o próximo parceiro servirá para representar nossa cidade, estado e região como líder para melhorar nossa comunidade. Será mais do que apenas uma oportunidade de direitos de nomenclatura, mas um verdadeiro parceiro, assim como foi e ainda é a Mercedes-Benz”, afirmou Greg Bensel, vice-presidente sênior de comunicação e radiodifusão do New Orleans Saints, que fez questão de destacar também que já está no mercado para fechar um novo acordo de nomeação.

Como uma forma de atrair possíveis interessados, a franquia já divulgou que pretende realizar uma reforma de US$ 450 milhões nos próximos quatro anos. Além disso, ainda se aproveitará de duas decisões que já estão marcadas para o estádio. Em 2022, o Superdome receberá a final da NCAA, o basquete universitário americano, e, dois anos depois, em 2024, será sede do Super Bowl LVIII.