Patrocínio

Após pressão da torcida, BMG impõe meta para mudar cor na camisa do Corinthians

Para figurar em preto na camisa, o banco quer 50 mil novas contas gratuitas abertas até 31 de julho

7 jul, 2020

Tão logo o Corinthians apresentou a sua nova camisa principal, que homenageia a primeira conquista nacional do clube em 1990, os torcedores iniciaram uma campanha para que o BMG, patrocinador máster do time paulista, deixe de lado o seu icônico laranja. Por meio da hashtag #BMGemPretoeBranco, a torcida alvinegra pede que o banco estampe sua marca na cor preta.

Na noite de segunda-feira (6), o banco anunciou que atenderá ao pedido feito pela torcida com uma condição: que, no mínimo, 50 mil novas contas gratuitas sejam abertas entre 5 e 31 de julho. Para tal, o BMG dará R$ 10 aos novos correntistas, além de um cupom de R$ 25 para comprar a nova camisa na loja do Corinthians localizada na Arena Corinthians. Caso 50 mil novas contas sejam abertas, o clube embolsará R$ 1 milhão.

Na conquista de 90, o patrocinador principal do Corinthians era a Kalunga, que figurava também na cor preta.