Futebol

Roma é vendida para grupo americano por € 591 milhões

Dan Friedkin assume o lugar de James Pallotta, que desde 2011 era o acionista majoritário do clube italiano

6 ago, 2020

A Roma anunciou, nesta quinta-feira (6), a venda de 86,6% de suas ações para o The Friedkin Group, que pertence ao americano Dan Friedkin. O negócio foi fechado em € 591 milhões. Pelo acordo, Dan Friedkin assume o lugar de outro investidor americano, James Pallotta, que desde 2011 era o acionista majoritário do clube italiano.

As negociações se arrastaram nos últimos meses até as duas partes baterem a martelo nesta semana. Toda transação deverá ser concluída até o final de agosto, algo padrão para a diretoria da Roma.

“Todos nós do Friedkin Group estamos felizes por ter tomado as medidas necessárias para fazer parte desta cidade e clube icônico. Mal podemos esperar para fechar a compra o mais rápido possível e mergulhar na família Roma”, comentou Dan Friedkin em comunicado oficial.

O investimento do grupo deverá ser ainda maior do que o anunciado, afinal, os investidores terão que assumir os passivos da equipe. Além disso, após a conclusão da transição, o Friedkin Group terá que lançar uma oferta pública pelos restantes das ações.