Indústria

Como as casas de apostas determinam as odds

15 set, 2020

As “odds” são o principal fator observado pelos apostadores na hora de escolher onde e quando apostar. Isso, porque, são as odds que determinam o quanto um apostador ganhará se acertar seu prognóstico. Portanto, determinar as odds “corretas” é algo importantíssimo para as casas de apostas. Contudo, é algo muito mais complexo do que parece. Isso porque, esse é um trabalho que não se resume a apenas determinar, precisamente, as chances reais de algo ocorrer. Além de determinar, com precisão, as possibilidades reais de um evento ocorrer, as casas de apostas devem pensar ainda em sua margem de lucro e no comportamento de seus apostadores antes de determinar as odds de um evento esportivo. Por isso, nós da betsonly Brazil falaremos hoje um pouco mais sobre como  são determinadas as odds oferecidas pelas casas de apostas.

Primeiro, vamos falar um pouco sobre como as casas de apostas determinam as chances reais de um resultado ocorrer. Atualmente, isso é feito com o auxílio de softwares e modelos matemáticos que reúnem diversos dados estáticos, históricos, precedentes, fatores que podem interferir no resultado, opinião de especialistas e etc. Esse é um processo complexo, até porque as casas de apostas não oferecem odds apenas para apostas simples. Em muitos eventos esportivos é necessário estabelecer odds para centenas de mercados diferentes.

Contudo, determinar as chances reais de um evento ocorrer é apenas o “primeiro passo” no caminho que determina as odds que serão oferecidas aos apostadores no site de apostas. Depois de determinar as chances reais de um resultado ocorrer, as casas de apostas devem incluir nesse número a sua margem de lucro. Sim, isso mesmo. As casas de apostas (como qualquer outra empresa) querem ter lucro e se elas oferecessem odds baseadas, unicamente, nas chances reais de um resultado ocorre elas, eventualmente, teriam que pagar o mesmo que arrecadaram e, assim, não lucrariam. Por isso, antes de oferecer uma odd a seu cliente, a casa de apostas inclui ali sua margem de lucro.

Por exemplo, suponhamos que em uma determinada partida de futebol as chances reais de um resultado ocorrer são: 50% para vitória do time A, 16,67% para vitória do time B e 33,33% para empate. Como você pode percerber, nesse caso o total (50+16,67+33,33) daria 100%. A casa de apostas não quer isso, porque assim ela não lucraria. Por isso, ela ajusta as odds para incluir nela sua margem de lucro.

Existem diversas formas de se fazer isso, mas a mais simples é por dimuição proporcional. Por exemplo, ao invés de oferecer chances de 50% para a vitória do time A, a casa de apostas pode oferecer chances de 60%. E ao invés de 16,67% para o time B, ela pode oferecer 20%. E ao invés de 33,33% para empate, ela pode oferecer 40%. Assim o total daria 120%, sendo que os 20% que “sobram” são a margem de lucro da casa de apostas. Claro que, na vida real, margens de 20% são consideradas muito altas.

Em esportes e ligas populares as margens de lucro das casas de apostas nem chegam perto disso. Isso, porque as casas de apostas têm que atrair clientes e, uma das principais formas de se fazer isso é oferecendo odds competitivas. E com uma margem de lucro tão grande, quanto a do exemplo, uma casa de apostas dificilmente atrairia clientes.

As casas de apostas também condicionam as odds ao comportamento de seus clientes. E, novamente, elas fazem isso para ter lucro. As casas de apostas tentam prever o comportamento de seus clientes. Então, pegando o exemplo acima, a casa de apostas que oferecesse aquelas chances esperaria que de 100 reais apostados, 60 fossem no time A, 20 no time e 40 no empate. Assim, ela arrecadaria 120 reais e só teria que pagar 100, lucrando 20. Mas e se os apostadores não se comportassem assim? E se eles começassem a apostar, maciçamente, no time B? Nesse caso, a casa de apostas teria que ajustar suas odds afim de evitar perder dinheiro. As casas de apostas podem, inclusive, prever esse tipo de comportamento e oferecer odds mais baseadas na percepção do público do que nas chances reais de algo ocorrer.

Por exemplo, em um jogo entre Brasil e Argentina uma casa de apostas, que tem uma maioria de apostadores brasileiros, pode ajustar suas odds na expectativa de que seus clientes apostem mais no Brasil (por serem brasileiros) do que na Argentina. Mesmo que as chances de vitória brasileira não sejam tão grandes assim.

Como você pôde perceber, determinar odds não é tão simples assim. No texto acima, as explicações estão simplificadas para facilitar o entendimento, mas acreditamos que ele possa te ajudar a entender um pouco mais como o complexo mecanismo de determinar odds funciona.