Patrocínio

Relembre a parceria entre o Corinthians e Ted Lapidus, estilista das estrelas dos anos 60

20 out, 2020

Há 25 anos, o Corinthians dava um passo muito ousado para o marketing esportivo da época, com o objetivo de aumentar a fama internacional do clube. O Timão lançou dois uniformes alternativos assinados pelo estilista francês Edmund Ted Lapidus, do estúdio Maison Ted Lapidus, que foi um dos nomes mais conceituados do mundo da moda nos anos 60, criando roupas para Brigitte Bardot, Alain Delon e até John Lennon.

As camisas alternativas subverteram os tradicionais uniformes do Corinthians, com listras diagonais nas mangas, escudo centralizado, e duas listras afastadas nos cantos. Um dos modelos tinha o fundo preto com os detalhes brancos e o outro invertia as cores. A fornecedora de materiais na época era a Penalty.

Se atualmente ainda existem muitos torcedores em todos os clubes que defendem com unhas e dentes que os uniformes devem seguir as cores e modelos tradicionais, rejeitando quaisquer ideias inovadoras, em 1995 a situação era ainda mais crítica. Logo antes da estreia da camisa nova, a Folha de São Paulo publicou uma matéria abordando o temor que a direção alvinegra tinha da rejeição da torcida a camisa – o que acabou se concretizando.

Inicialmente, o time esperava utilizar os modelos Ted Lapidus em amistosos e torneios internacionais – o Ramón de Carranza e a Libertadores. Porém, em pouco tempo, o uniforme ganhou fama de pé frio e a direção deixou a ideia de lado. Hoje em dia, os modelos são tratados como preciosidades entre os colecionadores de camisas de futebol.

Em sua coluna no site GuiaDeBemEstar, a personal stylist Anna Liz Melo comentou o tamanho da ação Corinthiana: “Até hoje o mundo do futebol tem limitações com as aproximações ao mundo da moda. São poucos os episódios de parcerias, principalmente com estilistas do tamanho de Ted Lapidus. Recentemente, a seleção italiana passou a usar ternos assinados por Giorgio Armani, mas, como uniforme de campo, isso é algo nunca mais ocorreu”.

Ted Lapidus, que começou a carreira como aprendiz de Christian Dior, foi um dos pioneiros na criação de roupas unissex, tendência consolidada na atualidade. Você com certeza conhece a peça mais famosa do estilista francês. Trata-se do terno branco que John Lennon utiliza na foto de capa do disco Abbey Road, lançado em 1969 pelos Beatles. Em 2011, a roupa foi vendida por 46 mil dólares em um leilão.

Fora dos gramados, a aproximação entre jogadores de futebol e o mundo da moda é mais comum. No ano passado, Lionel Messi lançou a sua própria marca de roupas, assinada pela estilista Virginia Hilfiger. As peças foram inspiradas na vida do craque, fazendo referências ao Barcelona e à Argentina.