Patrocínio

Após 20 anos, Ambev não renovará com o futebol da Globo

Empresa já comunicou que não será cotista da modalidade na grade da emissora em 2021

14 nov, 2020

Após mais de duas décadas, a Ambev deixará de ser uma das cotistas do futebol da Globo. O acordo não será renovado para 2021. Segundo o UOL, a empresa confirmou que está buscando novas formas de se comunicar com seus consumidores, além do impacto financeiro que sofreu por conta da pandemia do coronavírus.

A Ambev pode não ser a única a deixar o pacote comercial da modalidade dentro do canal. A Hypera Pharma, dona dos naming rights da Arena Corinthians, deve seguir o mesmo caminho. Curiosamente, a marca farmacêutica forçou a Globo a mudar sua política interna de citar empresas de fora em suas transmissões, como os patrocinadores de naming rights de estádios no Brasil.

Apesar das baixas, Casas Bahia, Itaú, Vivo e General Motors renovaram seus vínculos e seguirão no futebol da emissora em 2021. Cada cota de patrocínio custa R$ 311,7 milhões, aumento de R$ 4 milhões em relação ao valor praticado para este ano. Ao todo, estima-se que o departamento de futebol da emissora deva receber R$ 1.8 bilhão com publicidade em 2021.