Indústria

Clubes utilizam seus estádios para homenagear Diego Maradona

A dor pela morte do ídolo argentino foi representada por diversas arenas pelo mundo

26 nov, 2020

O falecimento de Diego Maradona rendeu diversas homenagens. Diversos clubes pelo mundo utilizaram seus estádios, muitos deles onde o ídolo argentino desfilou sua magia, para homenageá-lo precisamente às 10 horas da noite, em alusão ao número que ele ajudou, ao lado de Pelé, a eternizar.

A La Bombonera, casa do Boca Juniors, ficou praticamente apagada no horário, deixando acesa apenas a luz vinda do camarote que Maradona tinha no estádio.

Já o Newell’s Old Boys acendeu parte dos refletores do Marcelo Bielsa e a mensagem “Gracias, 10” ficou iluminada. As luzes permaneceram ligadas durante toda a noite como forma de prestar um último tributo.

No gramado do estádio do Gimnasia, o trono de Maradona, que ficava ao lado do banco de reserva, foi colocado dentro do gramado. Em junho, o argentino havia renovado para seguir como técnico do clube até dezembro de 2021.

No Brasil, a Neo Química Arena, casa do Corinthians, colocou a imagem de Maradona no telão ao redor do estádio, com vista para a rua.

O Inter também fez um minuto de silêncio em homenagem ao argentino e exibiu imagens de Maradona no telão do Beira-Rio. Um vídeo foi publicado pelo clube nas redes sociais mudando as cores do estádio para azul e branco.

Em Nápoles, Itália, uma pequena multidão se formou em frente ao estádio San Paolo, que agora será conhecido como Diego Armando Maradona por um pedido do prefeito da cidade.

Por fim, o rosto de Maradona foi projetado no estádio do Bayern de Munique, o Allianz Stadium, antes de uma partida da Champions League.