Indústria

LaLiga reduz em € 583 milhões o teto salarial das equipes

Na última temporada, o limite salarial das duas principais divisões da Espanha foi de € 3.1 bilhões

18 nov, 2020

A LaLiga anunciou cortes de gastos que os clubes poderão fazer com salários durante toda a temporada 2020/21. No total, os clubes da Primeira e Segunda Divisão poderão gastar um máximo de € 2.57 bilhões, diminuição de 18.5% em relação ao período anterior.

Na última temporada, o limite salarial ambas divisões foi de € 3.1 bilhões, ou € 583 milhões a mais do que o anunciado pela LaLiga para 2020/21.

O corte principal ocorre na LaLiga Santander, que reduz seu limite salarial em € 604 milhões, 20,6% menos do que em 2019-2020. No total, na elite, eles poderão gastar € 2.3 bilhões (contra € 2.9 bilhões do ano passado).

Entre os clubes, o que mais poderá gastar é o Real Madrid, com um limite salarial de € 468 milhões. Em seguida figura o FC Barcelona, com um limite de € 382 milhões. Em ambos os casos, o limite salarial foi reduzido consideravelmente: 26,9% e 43%, respectivamente.

Por outro lado, os clubes da La Liga SmartBank viram o teto salarial aumentar em 9,6%, de € 216 milhões em 2019/20 para € 237 milhões neste ano.