Tecnologia

Manchester United sofre ataque hacker e contrata agência de segurança

O gigante inglês fez questão de destacar que nenhum dado confidencial foi acessado

27 nov, 2020

O Manchester United sofreu um ataque hacker no início deste mês e se viu obrigado a contratar uma agência de segurança cibernética do Reino Unido. Até agora, o clube ainda não conseguiu restaurar totalmente os sistemas dos computadores.

Os Red Devils confirmaram o ataque há uma semana e disse que não estava “ciente de qualquer violação de dados pessoais associados a nossos torcedores e clientes”. Até o meio desta semana, os funcionários do United ainda não tinham acesso ao e-mail, e outras funções também não estavam disponíveis. O gigante inglês fez questão de destacar que nenhum dado confidencial foi exposto. Se isso ocorresse, o clube enfrentaria a justiça e poderia ser multado.

O Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC) está com o clube e “está ciente de um incidente que afeta o Manchester” e que está trabalhando para ter a dimensão do ataque.

“Após o recente ataque cibernético ao clube, nossa equipe de TI e especialistas externos asseguraram nossas redes e conduziram investigações forenses. Os sistemas críticos necessários para a realização de jogos no Old Trafford permaneceram seguros e os jogos foram adiante como de costume”, destacou o Manchester United, em nota.