Indústria

Tottenham fala em “perdas irrecuperáveis” com portões fechados

O primeiro-ministro Boris Johnson quer a retomada do público já no próximo dia 02 de dezembro

24 nov, 2020

Em meio à chamada segunda onda da pandemia do coronavírus, a Premier League pode ter a volta dos torcedores aos estádios. Segundo a BBC, o primeiro-ministro Boris Johnson quer a retomada do público já no próximo dia 02, com até 6 mil torcedores por jogo. Ainda assim, a preocupação com as receitas continuam, como no Tottenham.

O presidente dos Spurs, Daniel Levy, alertou sobre uma “perda irrecuperável de renda” se os estádios permanecerem fechados. O Tottenham registrou uma perda de £ 63.9 milhões.

“O impacto da pandemia em nossa receita é material e não poderia ter vindo em pior momento, tendo acabado de completar a construção de um estádio de £ 1.2 bilhão que é financiado por recursos do clube e dívidas de longo prazo”, alertou Levy.

“Os espectadores de eventos esportivos e empresariais serão livres para retomar dentro e fora com limites de capacidade e distanciamento social, proporcionando mais consistência com apresentações em teatros e salas de concertos”, afirmou o primeiro-ministro.

Os números contrastam com os £ 68.6 milhões de lucro dos 12 meses anteriores. Além da ausência de bilheteria e receitas de matchday, há o impacto da redução das receitas da Champions League e um aumento nos custos operacionais em mais de £ 40 milhões.

Apesar da ideia de Boris Johnson, uma reabertura passaria por uma votação para aprovação. A ideia do ministro é que a torcida seja separada por áreas classificadas pelo risco de contágio, de acordo com as faixas etárias.