Streaming

Ex-chefão da F1 revela negociação com a Amazon para provas no streaming

Chase Carey disse ao “Financial Times” que deixa o cargo na categoria negociando com a empresa

29 dez, 2020

Já imaginou a Amazon transmitindo a Fórmula 1? E isso pode ser possível. O chefão da categoria, Chase Carey, disse ao jornal “Financial Times” que a gigante do e-commerce negocia para ser uma parceira mundial de transmissão da F1.

O executivo afirmou que manteve “conversas substanciais” com a Amazon e, por pouco, não fechou com o Prime Video para mostrar as corridas da Fórmula 1. Agora, a negociação seguirá com Stefano Domenicali, ex-chefe da equipe Ferrari, que assume o cargo de Carey. O serviço da Amazon transmite, por exemplo, a Premier League e o Thursday Night Football, da NFL.

Chase, que deixará a Liberty Media em janeiro de 2021, destacou que a Amazon seria um parceiro estratégico à F1.

“Sim, estamos em discussões substanciais com a Amazon e todas as plataformas digitais globais. Eles são um parceiro em potencial incrivelmente importante e uma oportunidade para expandirmos e fazermos crescer nossos negócios”, disse.

Chase Carey foi o presidente-executivo da Fórmula 1 desde que a Liberty Media assumiu o controle comercial da categoria, em 2017. Ele deixará o cargo como o responsável por aproximar a F1 de um público mais jovem usando, principalmente, o digital, com esforços substanciais nas redes sociais. Além disso, ele trabalhou com um grupo de especialistas para a criação da F1 TV Pro, plataforma de streaming por assinatura para a transmissão das provas. Por fim, ele também negociou com a Netflix para a série de absoluto sucesso ‘Formula 1: Drive to Survive’, que caminha para sua terceira temporada.