Indústria

80% dos japoneses não querem realização dos Jogos Olímpicos este ano

Apesar da confirmação feita pelo primeiro-ministro do Japão, população segue receosa com a possibilidade

12 jan, 2021

Apesar da confirmação do primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, de que os Jogos Olímpicos de Tóquio ocorrerão em julho e agosto deste ano, o povo local não se mostra muito confiante.

De acordo com pesquisas conduzidas pela agência de notícias japonesa Kyodo e TBS (Tokyo Broadcasting System), mais de 80% das pessoas no Japão que foram entrevistadas em duas pesquisas nos últimos dias dizem que o evento deveria ser canceladas ou novamente adiado.

Neste momento, Tóquio luta contra uma onda de casos de COVID-19 que levou o governo nacional a declarar estado de emergência recentemente.

O Japão controlou o vírus relativamente bem, mas o aumento dos casos aumentou também o ceticismo sobre a necessidade das Olimpíadas ocorrerem. A expectativa é que 15 mil atletas olímpicos e paraolímpicos estejam no país no período. Fora comissões técnicas, árbitros, profissionais de mídia, patrocinadores e convidados. Neste momento, não está claro se torcedores serão permitidos.

A enquete da TBS perguntou, por telefone, se os Jogos Olímpicos podem ser realizadas. Das 1.261 respostas obtidas, 81% responderam “não”, um aumento de 18 pontos percentuais em relação a uma pesquisa semelhante realizada em dezembro.

Já na da Kyodo, 80.1% dos entrevistados disseram que as Olimpíadas deveriam ser canceladas ou remarcadas. Na mesma pergunta feita em dezembro o número era de 63%.

De acordo com os dados da Universidade Johns Hopkins, o Japão registrou 235 mil casos confirmados de coronavírus e 3.292 mortes. A cidade sede do evento confirmou mais de mil novas infecções diárias de Covid-19 nos primeiros dias do ano.