Indústria

Pepsi muda estratégia no Super Bowl e não terá comercial na partida

Marca focará sua comunicação em promover o cantor The Weeknd, que comandará o show do intervalo

12 jan, 2021

Patrocinadora do show do intervalo do Super Bowl pelo décimo ano consecutivo, a Pepsi mudou sua estratégia para este ano. A marca de refrigerantes não terá um comercial no intervalo da partida e, no lugar, concentrará seus esforços publicitários em promover o The Weeknd, cantor que comandará a apresentação entre o segundo e terceiro quarto da decisão. A campanha começou durante o Wild Card, no último final de semana. A montadora Ford adotou posicionamento semelhante.

“As marcas estão sempre se atropelando para conseguir uma vaga de 30 segundos e fazer algo divertido nas redes sociais e tentar se conectar e cortar. Vamos levar a experiência de 12 minutos para seis semanas”, disse o vice-presidente de marketing da Pepsi, Todd Kaplan, sobre o tempo de duração da campanha.

Esta será a primeira vez, desde 2017, que a Pepsi não terá um anúncio durante o Super Bowl. Naquele ano, optou por promover à sua então nova marca de água engarrafada premium Lifewtr.

Apesar da ausência da Pepsi, a Mtn Dew, outra marca do grupo Pepsico, já tem presença confirmada.

Como o MKTEsportivo destacou, a NFL permitiu que CBS, NBC e Fox vendam dois minutos adicionais de comerciais durante os jogos dos playoffs que antecedem o Super Bowl. Até aqui, os espaços ainda estão disponíveis, representando assim um marco negativo na história da partida.