Indústria

Serie A pode multar quem consumir transmissões piratas

A liga, emissoras e clubes têm um prejuízo de € 200 milhões por temporada

28 jan, 2021

Com um prejuízo para a liga, emissoras e clubes de € 200 milhões por temporada, a Série A pretende multar os torcedores que consomem canais piratas para acompanhar o futebol italiano.

Segundo a Gazzetta dello Sport, a liga italiana está com a Guardia di Finanza investigando os sinais piratas, tendo encontrado mais de quatro mil frentes de transmissão somente nas duas últimas temporadas. Até aqui, 130 servidores na Itália e 280 no exterior foram desligados.

“Bloqueamos mais de 2.200 endereços IP e nomes de domínio”, diz De Siervo, “um resultado que nos confirma na liderança desta batalha”. “Não é mais uma questão de simples pirataria, mas de cibercriminalidade, uma praga que tem aumentado nos últimos anos. Desta forma, o futebol está agindo para proteger toda a economia italiana”, disse o CEO da Série A, Luigi De Siervo

Agora, as autoridades e a liga buscarão mapear o usuário final que utiliza um serviço de IPTV, que viola o artigo de proteção de direitos autorais. O objetivo é processá-lo e julgá-lo com base na legislação que prevê penas que variam de seis meses a três anos de prisão, além de multas de € 2.582 euros a € 25.822.