Indústria

Novas tendências que prometem movimentar o marketing esportivo em 2021

17 fev, 2021

O marketing esportivo sempre está em constante evolução e a chegada de novas tecnologias permitiu o desenvolvimento de tendências incríveis que prometem movimentar o segmento em 2021. Descubra a seguir quais são elas.

Chatbots de inteligência artificial empolgam torcedores

Ao longo dos últimos anos, os programas de sócio-torcedor se tornarem um dos pilares do marketing esportivo para clubes de diversas modalidades e cada vez mais equipes têm desenvolvido seus próprios aplicativos relacionados.

Com eles é possível melhorar o relacionamento com os entusiastas e realizar diversos tipos de ativações relacionadas a benefícios exclusivos e valiosos para os fãs.

Além de possíveis contatos diretos com atletas e dirigentes do clube, que podem aparecer no aplicativo para gravar vídeos e prover informações exclusivas, outra tendência desses programas é a criação de chatbots que conversam com os torcedores.

Por meio de uma inteligência artificial que melhora a cada interação, os chatbots interagem com os sócios e fornecem diversas curiosidades e outros tipos de conteúdo interessante, como resultados de jogos, estatísticas, notícias e vídeos de belas jogadas.

Existem diversos chatbots operando no mercado, mas o Robot Pires do clube inglês Arsenal é um dos mais interessantes.  Baseado em Robert Pirès, uma das maiores lendas da equipe, o chatbot utiliza uma linguagem simples e bem-humorada para deixar o torcedor informado de tudo que está acontecendo com a equipe – além, é claro, de conteúdo exclusivo.

Praticamente todas as equipes contam com pelo menos um ídolo e replicar essa ideia com algum deles pode render oportunidades incríveis de engajamento para outros clubes além do Arsenal.

eSports e modalidades tradicionais caminhando juntas

Outra tendência em alta para 2021 no marketing esportivo é a união de times de esportes tradicionais com equipes dos eSports. Por exemplo, André Akkari, CEO da equipe Furia e embaixador da PokerStars, acredita que no caso do poker esse é um tipo de parceria natural.

Segundo uma entrevista recente de Akkari, o poker faz parte do DNA da Furia porque tanto nos eSports quanto no esporte das cartas tudo está ligado a tomar as melhores decisões possíveis em cada momento para conseguir resultados positivos no longo prazo.

A união entre essas duas marcas promete diversas oportunidades únicas de criação de conteúdo que relaciona ambos universos. E muitas outras equipes e modalidades também estão investindo na integração desses segmentos.

Por exemplo, desde 2019, o Corinthians também conta com um time nos esportes eletrônicos. A primeira equipe relacionada ao Timão foi escolhida a partir de integrantes da antiga equipe Bando de Loucos (BDL), que já fazia homenagem ao clube paulistano, e a parceria para jogar Free Fire foi uma consequência orgânica.

Outro time tradicional de futebol que conta com uma equipe de eSports é o Palmeiras, que desde 2017 possui um time forte de League of Legends (LoL).

A parceria tem feito muito sucesso em conectar as duas modalidades, especialmente levando em conta o bom aproveitamento do time de eSports, que conseguiu três vice-campeonatos e conta com a presença de Felipe “brTT”, uma das maiores figuras desse segmento no país.

Realidade virtual e realidade aumentada prometem

A terceira tendência que deve movimentar o marketing esportivo em 2021 está ligada à realidade virtual (VR) e à realidade aumentada (AR), que estão cada vez mais desenvolvidas e possibilitam um número crescente de oportunidades de engajamento.

É fato que desde 2016 a National Basketball Association (NBA) já começou a transmitir partidas em VR, mas em 2020 ela ampliou essa entrega de forma substancial e o número de jogos transmitidos dessa forma deve aumentar exponencialmente em 2021.

Além das vantagens óbvias relacionadas a proximidade do jogo para os fãs e o fato de que todos os assentos de VR ficam o mais próximo possível da ação sem qualquer custo adicional, essa tecnologia também permite uma imersão maior do consumidor, assim como a exibição de vídeos e propagandas cada vez mais criativos.

Ainda assim, a tecnologia que deve ser uma tendência ainda maior para a área de marketing é a AR. Atualmente, as lojas online precisam lidar com custos de aquisição de clientes muito altos, já que é muito comum que um cliente peça o mesmo produto online de diversos tamanhos e fique apenas com o que servir.

O advento da RA muda tudo isso e por meio de um aplicativo para smartphone ou até mesmo óculos inteligentes, o cliente pode ver exatamente como uma jaqueta esportiva ou tênis vai ficar em seu corpo antes de pedir o produto – fato que diminuirá de forma significativa o número de devoluções.

Além disso, agências mais empreendedoras podem desenvolver aplicativos com efeitos que coloquem o consumidor em campos de futebol, quadras de basquete ou parques para mostrar a aparência do produto em cenário de uso real.