Redes Sociais

Com presença de jogadores do país, Liga Portugal foca em crescer no Japão

Oito japoneses atuam na Liga NOS e Liga Portugal SABSEG

8 mar, 2021

A Liga Portugal pretende reforçar a presença da sua marca, das suas competições e dos clubes portugueses, no território nipónico, tendo firmando um acordo de parceria com uma agência japonesa com trabalho já efetuado com diversos clubes europeus e que pretende promover e aumentar a notoriedade das principais competições do Futebol português.

Hoje, são oito jogadores japoneses atuando em clubes da Liga NOS e da Liga Portugal SABSEG. São eles: Hidemasa Morita (Santa Clara), Kanya Fujimoto (Gil Vicente FC), Ryotaro Meshino (Rio Ave FC), Koki Anzai e Kosuke Nakamura (Portimonense), Leobrian Kokubo (SL Benfica) e Kazuya Onohara e Randy Emeka Obi (UD Oliveirense). A estratégia definida pela entidade portuguesa passa por um forte investimento na área digital onde, entre outras iniciativas, está prevista a criação de conteúdo nativo japonês em torno da Liga e destes jogadores.

“A internacionalização da marca Liga Portugal, bem como das competições e dos clubes, foi definido como um dos cinco vetores estratégicos do mandato do presidente. A assinatura desta parceria é mais um passo que fortalece esse desígnio e vem dar seguimento a outros acordos que temos desenvolvido para outras latitudes”, disse Henrique Monteiro, da área de Business Development da Liga Portugal e responsável pelo projeto.

Isto leva ao nascimento de redes sociais totalmente em japonês – Twitter já iniciou operação – e um acordo com a YAHOO Japão, principal rede de notícias deste País e que passará a ter acesso a noticias, clips e artigos exclusivos e que pretende contribuir para a criação de uma base de adeptos japoneses mais próximas das competições portugueses.

“O mercado japonês é um avido consumidor do futebol europeu e hoje sentimos que há potencial para que o interesse na nossa Liga possa ser maior do que é atualmente. Acreditamos muito que este projeto será um acelerador de aproximação entre os fãs nipônicos e as nossas competições e clubes. Obviamente que a presença de oito jogadores japoneses é um forte impulso para possamos despertar interesse junto da comunidade japonesa, mas temos previstas também outras estratégias como o envolvimento de marcas parceiras dos clubes que operem nesse mercado”, completou Henrique.

Por fim, o executivo destacou ainda que a criação de uma estratégia de internacionalização bem estruturada é fundamental para o crescimento do futebol português, ciente que isso passa por uma estreita colaboração com clubes, grupos de mídia e demais stakeholders.